Arqueólogos encontram evidências dos primeiros cristãos no Monte do Templo

  • 29/01/2024
Arqueólogos encontram evidências dos primeiros cristãos no Monte do Templo
Arqueólogos encontram evidências dos primeiros cristãos no Monte do Templo (Foto: Reprodução)

Arqueólogos afirmaram em um artigo recente que a descoberta de duas moedas da era bizantina sugere a presença cristã no Monte do Templo antes da conquista muçulmana de Jerusalém. Essas evidências podem até indicar a existência de uma igreja primitiva no local.

Os objetos foram encontrados pelo Projeto de Peneiração do Monte do Templo, que desde 2004 tem descoberto artefatos ao peneirar meticulosamente toneladas de sujeira e detritos removidos do local sagrado para o judaísmo.

Esses materiais foram descartados sem critério fora dos muros da Cidade Velha pela autoridade muçulmana Waqf durante um projeto de construção em 1999.

Os pequenos artefatos, um feito de vidro e outro de latão, pesam apenas 0,6 gramas cada. A análise sugere que possivelmente eram pesos imperiais oficiais, de um tipo exigido pela legislação bizantina do século 6 para estar presente nas principais igrejas.

Itens associados a igrejas

O projeto de peneiração já recuperou "muitos artefatos que podem ser atribuídos à era bizantina", incluindo itens diretamente associados a igrejas. Estas descobertas, “juntamente com os pesos recentemente descobertos sugerem que pode até ter havido uma igreja bizantina no Monte do Templo”, conforme relatado pelo jornal.

O artigo intitulado "Dois pesos bizantinos notáveis do Monte do Templo de Jerusalém" foi publicado no periódico Israel Numismatic Research e tem autoria de Haim Shaham, Zachi Devira e Gabriel Barkay, sendo estes dois últimos os codiretores do Projeto de Peneiração do Monte do Templo.

O Monte do Templo foi o espaço que abrigou o primeiro e o segundo templos bíblicos. O lugar, considerado o ponto crítico na Cidade Velha de Jerusalém, é o terceiro mais sagrado do Islã, após Meca e Medina. O monte abriga a Cúpula da Rocha e a Mesquita Al-Aqsa.

A presença cristã no Monte do Templo não tem sido um ponto central para os historiadores e frequentemente é subestimada pelas autoridades, segundo o Times of Israel.

‘Arquitetura da igreja primitiva’

Ao longo dos anos, o projeto de peneiração "encontrou muitos pisos sofisticados do período bizantino, que só eram usados ​​em edifícios monumentais. Também encontramos pedaços de telas da capela-mor, que é um elemento da arquitetura da igreja primitiva, e muitas pedras de mosaico da era bizantina, o que significa que alguém investiu muito em pisos", conforme relatado por Shaham, coautor do estudo, especialista em moedas antigas e estudante de doutorado em arqueologia na Universidade Bar-Ilan.

Os pesos recém-descobertos também seriam associados a uma igreja, disse ele: “Temos todo esse material bizantino que mostra que algo estava acontecendo, mas até uma década atrás, o consenso era que durante o período bizantino o Monte do Templo estava desolado. Mas, na verdade, muita coisa aconteceu durante a era bizantina e, pelo que descobrimos, pode ser confortavelmente associado a uma igreja.”

Shaham ressaltou que a concepção de uma igreja anterior à presença muçulmana no local não é uma certeza, porém, afirmou que "temos que pesar a explicação mais simples sobre por que os pesos estão ali, e o simples é sempre o melhor".

Colinas de Golã

Pesos semelhantes foram identificados em outra igreja bizantina, em Sussita, nas Colinas de Golã. Portanto, “a ideia de pesos oficiais dentro de uma igreja bizantina já foi estabelecida no Levante”, disse ele.

O peso de vidro é modelado a partir de "um busto imperial com um halo acima de um monograma em forma de cruz, ladeado por dois bustos menores".

Ele possui aproximadamente 17 milímetros de diâmetro e 2 milímetros de espessura, conforme observado pelos autores. O artefato apresenta um monograma que indica "de Euthalios", indicando claramente "um oficial bizantino de alto escalão sob cuja autoridade os pesos foram fabricados. Esses pesos provavelmente foram produzidos e distribuídos em uma oficina oficial central em Constantinopla, entre 550-650 d.C."

O segundo peso, confeccionado em liga de latão, apresenta um formato quadrado, com dimensões de 13 milímetros para cada lado e 1,6 milímetros de espessura. O peso possui uma incrustação prateada delicada, exibindo as letras gregas kappa e delta, que os arqueólogos interpretam como uma indicação do valor de peso, sugerindo 4 queratina ou quilates. Esses tipos de pesos quadrados eram predominantemente produzidos durante os séculos 5 e 6 d.C.

'Depósito de lixo'

Os autores observaram que o pequeno tamanho e o peso preciso de ambos os artefatos os tornam extremamente raros.

O recém-estabelecido Império Islâmico conquistou Jerusalém em 638 d.C. dos bizantinos cristãos, também conhecidos como Império Romano Oriental. Registros muçulmanos da época destacam que o Monte do Templo foi negligenciado e utilizado para descarte de lixo antes da construção da Cúpula da Rocha no local.

"Com base nisso, os historiadores presumiram que o Monte do Templo era um depósito de lixo", mas isso pode ser um exemplo de história sendo narrada pelos vencedores, argumentou Shaham.

Outra hipótese em relação aos artefatos bizantinos, segundo ele, é que um edifício bizantino no Monte do Templo poderia ter sido previamente destruído pelo Império Persa Sassânida. O breve controle deste império sobre Jerusalém, de 614 a 630 d.C., resultou em grande caos na cidade.

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/israel/arqueologos-encontram-evidencias-dos-primeiros-cristaos-no-monte-do-templo.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 10

top1
1. Adoracao

Quezia dos Santos

top2
2. Eucleia Feliciano

Eucieia Feliciano

top3
3. Aquieta Minh'alma

Ministério Zoe

top4
4. A Casa É Sua

Casa Worship

top5
5. Ninguém explica Deus

Preto No Branco

top6
6. Deus de Promessas

Davi Sacer

top7
7. Caminho no Deserto

Soraya Moraes

top8
8.

Midian Lima

top9
9. Lugar Secreto

Gabriela Rocha

top10
10. A Vitória Chegou

Aurelina Dourado


Anunciantes